Governo ignora manifestações e quer aprovar reforma da Previdência em outubro

Ignorando as manifestações populares, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que o governo federal espera que a reforma da Previdência seja aprovada até a primeira quinzena de outubro na Câmara dos Deputados, para depois ser encaminhada ao Senado.

Segundo ele, o presidente Michel Temer está orientando o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, para construir uma base forte para as reformas a serem analisadas pelo Congresso Nacional.

“O governo federal dá mais uma demonstração de que ignora completamente o clamor popular e quer jogar mais essa conta nas costas do trabalhador. Temos de nos manter unidos e mobilizados para combater essa reforma que tanto prejudica os trabalhadores do nosso país, dificultando muito o acesso à aposentadoria”, afirma o presidente da Apatej, Mario José Mariano, o Marinho.

A Apatej tem participado desde o início das discussões sobre a reforma da Previdência de manifestações contra a proposta. Esteve representada, inclusive, na Marcha a Brasília contra as reformas, realizada em maio, e na Greve Geral de 28 de abril, entre outras mobilizações.