“Maio Roxo” vai combater assédio moral no TJSP

Nesta terça-feira, 22, a Comissão de Combate ao Assédio Moral formada por representantes de entidades do Judiciário se reuniu com o responsável pela Coordenadoria de Apoio aos Servidores (CAPS), desembargador Antônio Carlos Malheiros. Em pauta, a implantação de um mês de combate ao assédio moral no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Malheiros anunciou a implantação do “Maio Roxo”, com atividades de conscientização e combate ao assédio moral.

Reunião da Comissão de Combate ao Assédio Moral com o desembargador Malheiros / Foto: Assojuris

Em maio do ano que vem, serão realizadas palestras sobre o tema com psicólogos e psiquiatras em Fóruns do estado (João Mendes: 04/05/2018; Ribeirão Preto: 11/05; Barra Funda: 18/05; e Santos: 25/05). Elas serão transmitidas em tempo real para todo o estado.

Representada por seu presidente, Mario José Mariano, o Marinho, a Apatej solicitou ao desembargador Malheiros que seja elaborada uma cartilha pelo TJ sobre a campanha contra o assédio moral.

“É um tema de extrema importância, que afeta muitos servidores do Judiciário, já sobrecarregados pela falta de pessoal e estrutura precária de muitos Fóruns. O combate ao assédio moral sempre foi e sempre será foi uma das lutas prioritárias da Apatej em defesa do servidor”, destaca Marinho.

Foram indicados como palestrantes do “Maio Roxo” contra o assédio moral:

José Roberto Heloani: formado em Direito pela Faculdade de Direito São Francisco-USP; formado em Psicologia pela PUC-SP; mestrado em Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas-FGV-SP; doutorado em Psicologia Social pela PUC-SP; livre-docente e professor pesquisador da Faculdade de Educação da UNICAMP; professor pesquisador da FGV-SP.

Edith Seligmann Silva: Psiquiatra. Doutora em medicina, com especialização em Saúde Pública. Docente aposentada da FMUSP.

Professora Doutora Agda Delia: Socióloga e pesquisadora

Hélio Navarro de Albuquerque: advogado