Em ano de eleição, Alckmin anuncia tímido reajuste aos servidores

08/01/2018

O governador Geraldo Alckmin esperou chegar o ano eleitoral, no qual planeja ser candidato à presidência, para finalmente anunciar um tímido reajuste de 3,5% aos servidores do estado, aumento que valerá a partir de 1º de fevereiro, de acordo com proposta do Executivo, anunciada nesta quinta-feira, 4, pelo governador Geraldo Alckmin.

Professores e servidores da área da segurança pública terão reajustes diferenciados, de 7% e 4%, respectivamente.

O aumento não se aplica aos servidores do Judiciário, que tem orçamento próprio. Mas deve servir como base para as negociações salariais junto ao TJSP, onde o funcionalismo reclama de uma defasagem salarial da ordem de quase 20%.

“Finalmente o governador Geraldo Alckmin, por coincidência ou não em ao ano eleitoral, reajustou o salário dos servidores, apesar de ser um aumento ainda muito tímido, muito aquém do que o funcionalismo paulista, com o salário tão defasado há anos, merece”, avalia o presidente da Apatej, Mario José Mariano, o Marinho.

“Nós, servidores do Judiciário, temos de nos manter unidos e mobilizados para que na nossa vez tenhamos um resultado mais exitoso, visto que os números comprovam a eficiência do TJSP, maior Tribunal do mundo, mesmo com os servidores do Judiciário enfrentando uma grande defasagem salarial”, ressalta Marinho.