Em Brasília e São Paulo, Apatej participa de ações contra a reforma da Previdência

20/02/2018

Marianna Oliveira (ASSETJ/FESPESP)

Diretores da Associação Paulista dos Técnicos do Judiciário (Apatej) participaram nesta segunda-feira, 19, de ações e manifestações contra a reforma da Previdência, proposta pelo presidente Michel Temer.

As ações aconteceram simultaneamente em Brasília, no Congresso Nacional, e em São Paulo, na avenida Paulista. Segundo o presidente da Apatej, Mario José Mariano, o Marinho, o objetivo era reforçar que todos os trabalhadores do país terão prejuízos caso a reforma seja aprovada.

Em Brasília a movimentação se concentrou nos bastidores da política. A busca por informações e a visita a gabinetes de deputados tinha como objetivo denotar a importância de não deixar a proposta ser colocada em pauta para votação. Na Capital do país, o secretário da Apatej, André Soares e o tesoureiro da instituição, Marcos Leite Penteado, o Marquinhos, encontraram diversos deputados. Eles participaram ainda da Frente Parlamentar Mista em defesa da Previdência Social.

Já na avenida Paulista a Apatej engrossou o coro dos que não concordam com os absurdos promovidos pelo governo contra a população mais pobre. A entidade procurou ainda demonstrar a força e união dos movimentos sindicais em prol do trabalhador. Para Marinho, a pressão feita pelos movimentos sindicais e sociais ao longo dos meses foi determinante para o recuo do governo. “Tanto que a proposta, que estava prevista para entrar na pauta de votações, nem foi colocada”, destacou Marinho.

O presidente lembrou ainda que todos estão unidos para novos atos, caso seja preciso, e que há uma unidade das entidades e movimentos. “Este governo tem que ser pressionado constantemente”, finaliza.