Auxílio-saúde dos servidores sobe R$ 34 enquanto o dos magistrados salta de 3% para 10% dos salários

13/01/2022


O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) reajustou de 3% para 10% o auxílio-saúde de juízes e magistrados.

Como os salários da magistratura variam de R$ 28.883,97 a R$ 35.462,22, o auxílio-saúde pode chegar a R$ 3.546,22 por mês.

A alteração no valor do reembolso consta na Portaria 10.026/2022 e vale a partir do dia 01/01/2022.

TRINTA E QUATRO REAIS

Já o reajuste no auxílio-saúde dos servidores será de apenas R$ 34. O “aumento” consta na Portaria 10033/2022 e também vale a partir de 01/01/2022.

Com esse “aumento” os servidores do judiciário terão um total de R$ 370,00 para custear sua saúde.

Hoje boa parte dos mais de 40 mil servidores do Tribunal de Justiça de São Paulo possui idades e comorbidades que ensejam gastos elevados com remédios e tratamentos.

Não são incomuns histórias de servidores que mensalmente deixam quase todo o seus rendimentos no custeio da saúde.

E, num momento de crise sanitária como o que estamos vivendo, disponibilizar R$ 34 de reajuste a quem “carrega o TJ-SP nas costas” chega a ser humilhante.

JUSTIÇA E IGUALDADE

Segundo o TJ-SP, um dos motivos que levaram à alteração do valor do auxílio-saúde dos magistrados é a “atual situação orçamentária e financeira” da corte.

Entretanto, a atual situação orçamentária e financeira do tribunal não parece ser a mesma para servidores e magistrados.

A Apatej entende que para haver justiça o judiciário tem que ser para todos, não apenas para juízes e magistrados.

Nem tanto ao céu e nem tanto ao mar. Assim como a expressão inspirada na mitologia grega, o que desejamos é o equilíbrio.

Esperamos sinceramente que esse valor seja revisto.