Iamspe disponibiliza vacina bivalente contra a Covid-19. Veja quem pode se imunizar

13/03/2023

O Posto de Vacinação do Iamspe inicia mais uma etapa da vacinação contra a Covid-19: a aplicação da vacina bivalente, que é uma atualização dos primeiros imunizantes fabricados contra a cepa original do coronavírus e as subvariantes ômicron.

A iniciativa visa cumprir o cronograma do Programa Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde, composto por cinco etapas.

A segunda fase da campanha contemplará grupos prioritários (veja lista abaixo), portanto, aqueles que se enquadrarem nos pré-requisitos podem se dirigir ao Posto do Iamspe, na Avenida Ibirapuera, 1215, das 7h30 às 17h, munidos de um documento, preferencialmente o CPF, ou o cartão do SUS.

Para se imunizar, é preciso ter completado o esquema vacinal básico ou já ter recebido uma ou duas doses de reforço, respeitando o intervalo de 4 meses da última dose recebida.

Veja quem pode se imunizar no Posto de Vacinação do Iamspe (a partir de 6 de março de 2023):

  • Pessoas com mais de 60 anos
  • Pacientes imunocomprometidos a partir de 12 anos (veja abaixo quem se enquadra)

São considerados pacientes imunocomprometidos:

– Pessoas transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea;
– Pessoas com HIV e CD4 <350 células/mm3;
– Pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida;
– Pessoas em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias;
– Pessoas com neoplasias hematológicas, como leucemias, linfomas e síndromes mielodisplásicas; Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses.

Podem se cadastrar na unidade para receber doses remanescentes (xepa): gestantes e puérperas com 12 anos ou mais e também profissionais da saúde. Interessados devem apresentar o comprovante de endereço no ato da inscrição.

Atenção: O uso de máscaras nos locais destinados à prestação de serviços de saúde ainda é obrigatório. Portanto, é necessário utilizar o acessório durante o período de permanência nas áreas do complexo hospitalar do HSPE.